Kusabara

Tudo começou num sonho de criança. Filho de pai médico e mãe psicanalista desde pequeno diziam: ”Quando eu crescer vou ser médico”. Mesmo não me recordando muito bem do meu pai quando pequeno, pois ele trabalhava muito, dando plantões noturnos e de fim de semana.

Mas momentos inesquecíveis com ele passei, como no dia, que não havia almoço em casa, ele nos pegou na escola, eu e meu irmão e nos levou para almoçar no refeitório do hospital, de bandejão. Achei incrível um prato daquele tamanho todo dividido.  Andando pelos corredores, ficava admirado com aquele lugar, querendo ver tudo o que era possível. Ou ainda nas vezes que nos levava junto para ver alguma urgência no hospital. Tive certeza que era aquilo que eu queria.

Cresci, sempre fazendo muitas atividades esportivas. Futebol, judô, natação, tênis de mesa, handebol, vôlei. A cada mudança, um novo sonho de ser atleta.

Entrei na Faculdade de Medicina, em Santos, em 1987 e logo me envolvi com os esportes. Daí veio outra certeza: “queria ser médico, mas tinha que ser relacionado aos esportes”.

Em 1989 fui presidente da atlética da faculdade. Jogava futsal, futebol de campo e handebol.Treinava diariamente e ainda sobrava tempo e disposição para uma corrida na praia ou um joguinho de futebol na praia à noite com os amigos.

Em 1991 tive uma experiência inesquecível: fui trabalhar nas categorias inferiores do Santos Futebol Clube, sob orientação do Dr. Carlos Braga.

Em 1992 trabalhei como assistente do departamento profissional da Portuguesa Santista, além de continuar nas categorias inferiores do Santos.

Em 1993 ingressei na residência médica de Ortopedia na Santa Casa de São Paulo, que conclui em quatro anos. Depois me subespecializei, por mais um ano, em patologias do joelho e videoartroscopia.

Em 1997 me instalei em Santo André.

Passei no concurso público da prefeitura de Santo André onde me tornei plantonista do atual Centro Hospitalar.

Montei o atual serviço de ortopedia da Beneficência Portuguesa de Santo André, o qual me tornei chefe de equipe em 1999 e me desliguei em junho ultimo. Foi lá que desenvolvi o meu trabalho e conquistei a minha clientela em Santo André.

Atualmente estou me comprometendo com a residência médica de Ortopedia, da Faculdade de Medicina do ABC, como preceptor dos residentes no Centro Hospitalar de Santo André e no Grupo de Medicina Esportiva no Hospital Mario Covas.

Currículo

Compartilhe